Resenha - Odisseia

sábado, julho 02, 2016 0 Comentários A+ a-



Título: Odisseia
Autor: Homero
Editora: Abril - Clássicos
Nº de páginas: 404
No Skoob: Clique Aqui
Avaliação: 


Sinopse:
Odisseia, depois da Bíblia, é o livro que mais influenciou o imaginário ocidental. Esta narrativa épica conta as aventuras de Ulisses, rei de Ítaca, em seu retorno para casa após a guerra de Troia. Ao voltar, ele ainda terá de derrotar os que o creem morto e cobiçam sua mulher, Penélope, e seus bens.



Resenha
Odisseia é uma narrativa épica supostamente escrita por Homero, um poeta da Grécia Antiga (www). Originalmente escrita em verso, Odisseia conta a história de Odisseu (ou Ulisses, em latim), que após a guerra de Troia tenta voltar à Ítaca, sua terra natal, onde Penélope (sua esposa) e Telêmaco (seu filho) o esperam. 

Odisseu realmente enfrenta muita coisa para chegar até seu lar, mas tudo isso se dá porque ele e sua tripulação não jogaram ao mar oferendas à Posseidon antes de viajarem, despertando a ira do deus dos mares. Além disso ele ainda arranja problemas com Zeus, com Ciclopes, com monstros do mar, com sereias e com a deusa Calipso. Quando ele finalmente consegue retornar a Ítaca, depois de muitos anos, ele ainda tem de enfrentar os pretendentes que chegaram para tentar desposar Penélope (sua esposa), já que todos pensavam que Odisseu havia morrido na guerra de Troia. Os pretendentes estavam há anos sendo enrolados por Penélope e enquanto isso festejavam e banqueteavam às custas de Ítaca. 


Eu gostei muito dessa obra, no começo ela pode parecer que será arrastada, que será chata, mas depois as aventuras começam a acontecer e você fica tão empolgado que vai dormir de madrugada porque não conseguiu parar de ler (vulgo eu). Apesar de eu ter tido que dar uma pausa na leitura por conta da faculdade, eu realmente não sei porque demorei tanto para pegar esse livro, porque ele é incrível! Confesso que fiquei um pouco chocada com o final, mas é necessário aceitar que se não fosse aquilo, seria o contrário e então o livro não teria um desfecho digno dos padrões do poema épico.

Eu li Odisseia em narrativa, mas alguns colegas comentaram comigo que a leitura de Odisseia em verso é realmente difícil. Não posso dizer sobre isso porque eu não cheguei sequer a comer a ler Odisseia em verso, mas meu professor disse que lendo os dois primeiros cantos, você consegue pegar o ritmo.

É fato que em Odisseia temos muitos elementos que vieram a aparecer na série Percy Jackson E Os Olimpianos (clique aqui para ler a resenha), e algo em Odisseia também me pareceu servir de inspiração para outra obra. Odisseu acaba por encontrar a ilha da deusa Calipso (isso também acontece em Percy Jacksok) e ele fica anos lá antes de conseguir partir, o que também acontece com Kvothe em A Crônica do Matador do Rei - Temor do Sábio (Clique aqui para ler a resenha), quando o protagonista acaba por encontrar uma criatura encantada chamada de Feluriana com a qual ele passa anos de sua vida no mundo dos encantados, mas também consegue fugir.

E você, já leu Odisseia ou viu algum filme relacionado? Se sim, o que achou? Tem vontade de ler o livro em narrativa ou verso? Comenta aí!

Sara Muniz, dona do blog Interesses Sutis, sou apaixonada por ler, escrever e criar. Adoro música erudita, rock, pop, música francesa e de vez em quando até uma musiquinha indiana para dar uma animada! Preciso ver artes plásticas para me inspirar a escrever. Meus autores preferidos são Patrick Rothfuss, J.R.R. Tolkien, Brandon Sanderson, Jostein Gaarder e Khaled Hosseini (nessa ordem). Amo cantar e desenhar - mesmo fazendo ambas as coisas mal -, sou fissurada por cachorros e todos são "bebês fofinhos" para mim. Às vezes, eu acho o mundo lindo, outras vezes eu acho que a colisão de um meteóro com a Terra seria a salvação. Saiba mais sobre mim na página "About"!

"Comento, logo existo."