Resenha - Macbeth

domingo, outubro 08, 2017


Macbeth é uma tragédia de William Shakespeare, sendo uma das mais curtas e mais fantasiosas, escrita provavelmente entre 1606 e 1607. A tragédia relata um regicídio, fazendo muitas alusões à mitologia grega.


Título: Macbeth
Autor: William Shakespeare
Nº de páginas: 120
Editora: Não sei dizer, li em uma edição muito antiga da faculdade
Ano: 1606/1607
Avaliação: ★★★★★
Sinopse: O rei Duncan da Escócia é assassinado por um dos seus súditos, “Macbeth”, que se eleva ao trono apoiado nas profecias de três irmãs bruxas. Influenciado pela esposa, Lady Macbeth, o protagonista dá livre curso à sua ambição, mas paga um alto preço por isso. O que faz de “Macbeth” uma obra sombria e inquietante é, ao mesmo tempo, o que lhe imprime vigor e fascinação: o tratamento dramático do mal, do tipo de mal que nasce da ânsia de poder.


Macbeth era um dos súditos do rei Duncan, na Escócia. Certo dia, ao receber três profecias de três bruxas, Macbeth corre atrás de torná-las realidade o mais rápido possível. Com o apoio de sua mulher, Lady Macbeth, o decorrer das fatos atingirá um ponto irreversível.

Como o enredo da história é bastante curto, farei uma análise mais geral, incluindo os personagens, as referências, o gênero da história e dizer o que acho de tudo isso, afinal, isso é uma resenha.

Em primeiro lugar, as três bruxas que aparecem na história, são uma referências às três tecelãs do destino, da mitologia grega. Ao saber de seu destino de se tornar rei, Macbeth quer adiantá-lo em função das profecias e a sua impaciência acaba levando-o à ruína.

No início, como um cavaleiro honrado, Macbeth não quer matar o rei, mas Lady Macbeth surge como a má influência, dizendo que se ele não o fizer, ela mesma fará, pois é o destino dele e, se ele é um homem de verdade, ele deve ir atrás dos seus desejos.

Eis aqui uma dualidade entre a opinião dos personagens (trazendo uma filosofia para os dias de hoje). Lady Macbeth acha que o homem deve fazer de tudo para tornar seus desejos realidade. Já Macbeth, no início, acha que um homem pode ter desejos, mas não deve passar acima dos outros para realizá-los.

Os papéis se invertem após o assassinato do rei, pois Lady Macbeth fica arrependida e perde a sanidade por conta disso e, Macbeth, por sua vez, perde os seus medos e deixa ser tomado completamente pela ambição.

Os crimes tornam-se incontroláveis, mas é impossível ver Macbeth como um vilão. Além das aparições das bruxas, as profecias e a ambição movem o protagonista do início ao fim. Tendo em vista que uma profecia vai acontecer, de qualquer jeito, não importando o que aconteça, o que você faria se recebesse uma profecia? Faria de tudo para que ela se realizasse logo ou seria paciente e esperaria a hora chegar? Esse é o maior dilema em Macbeth, personagem que acaba tendo um final trágico por sua sede de poder e por sua impaciência.

Vale lembrar que Macbeth realmente existiu e realmente foi o rei da Escócia, mas Shakespeare trouxe nessa peça, uma ficção histórica e fantástica, pois colocar espectros, profecias e coisas que remetam à mitologia grega, é a mais pura ficção fantástica.

Gostei muito do livro, antes de ler, eu não sabia nada sobre a peça de Macbeth (até achava que era sobre uma mulher, haha!). É o tipo de história em que você para e pensa: Por que ele está matando todo mundo? - Você sente a perda de controle do personagem e você quer que as coisas se ajeitem, mas sabe que o final trágico é inevitável (afinal, você está lendo Shakespeare). Recomendo muito a leitura, além de muito curta, a tragédia é excelente.

E você, já leu Macbeth ou qualquer outra tragédia do autor? Se sim, comenta aí!

Você também poderá gostar de

2 comentários

  1. Oii Sarah ♥ Confesso que nunca tinha ouvido falar dessa obra, mas já li as palavras mitologia grega e já fiquei interessada. Já está na minha lista de próximas leituras. Como ele é curto, eu até queria ler logo. Mas tenho um livro da escola para ler antes. Beijoss, Moh.
    fragile-roses.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm, é bem curtinho e vale muito a pena <3 mas se vc nunca leu nada do Shakespeare, talvez Romeu e Julieta seja uma iniciação melhor! hahaha <3

      Excluir

"Comento, logo existo."