Resenha - O Silêncio das Montanhas

quarta-feira, fevereiro 11, 2015 4 Comentários A+ a-


Título: O Silêncio das Montanhas
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Globo Livros
Nº de páginas: 352
No Skoob: Clique Aqui
Comprar: Clique Aqui (R$ 24,90)



Sinopse:
O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens. Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes. Segundo o próprio Hosseini, o novo título "fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo". Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo - de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar. 


Resenha
Esse foi o último livro de Khaled Hosseini e você pode ver as resenhas dos outros dois: O Caçador de Pipas - Aqui e A Cidade do Sol - Aqui. Li esse livro no segundo bimestre de 2014 e não lembro detalhadamente o que acontece, porque acontecem muitas coisas. De todos os livros do autor, esse foi o "menos favorito", mas não deixou de ser favorito!

Começamos o livro com um senhor contando uma história para crianças. Essa história é comovente e incrível (não vou dar spoilers, mas é mais ou menos assim):
Havia uma aldeia pobre que recebia visitas de um demônio gigante. Ele sempre vinha buscar algo, se os habitantes não tivesse o que lhe dar, ele levava uma criança. Certa vez, uma família não teve o que dar e ele pediu uma criança. Os pais tinham muitos filhos e tiveram de escolher uma das crianças para entregar (já dá pra notar como é comovente). Os pai entregam e a criança deixa claro que nunca mais perdoará os pais por isso. Mas o pai diz que vai recuperar seu filho. Vai até a casa do demônio e consegue entrar, então o demônio mostra o filho do homem. Ele estava lá com várias crianças, todas brincavam num belo jardim e nenhuma delas tinha lembranças de suas vidas antes de estarem ali. O demônio pergunta se ele tem certeza de que quer o filho novamente, para levar à pobreza, à sede e à fome. Ou se ele quer deixá-lo ali, sempre sendo bem alimentado e vivendo em um lugar belo e calmo.
Não vou contar o que acontece depois, mas vocês já podem ter uma ideia. As crianças que ouviam essa história era a garotinha Pari e o garoto Abdullah, quem contava era o seu pai. Ambos eram irmãos e estavam indo visitar a casa rica onde seu tio trabalhava como empregado/motorista/mordomo.

Quando a mãe dos dois morre (após dar a luz à Pari), o pai deles se casa novamente. Eles moravam em uma aldeia próxima de Cabul (capital do Afeganistão) e sofriam muitas dificuldades, principalmente no inverno. Então o pai deles se vê obrigado à vender sua filha Pari para a família rica, onde o irmão de sua segunda esposa trabalha (e que eles foram visitar no início do livro). É realmente triste a separação dos dois. Abdullah continua com seu pai, e a distância entre Pari e seu irmão aumenta muito, já que ela é rica e viaja para Paris e passa a morar lá depois de adulta. Pari só tinha três anos quando se separou do irmão e não lembra de nada, mas Abdullah lembra de tudo e depois de certo tempo, vai atrás de um reencontro com sua irmã.


✖ Avaliação da Escrita: A escrita poética de Khaled Hosseini é maravilhosa. Sempre vou adorar a escrita dele, mesmo não sendo tão bem elaborada e seja bem simples. A escrita dele é especial por conseguir causar sentimentos facilmente.

✖ Avaliação do Enredo: Assim como os outros dois, o terceiro livro do autor também se passa em Cabul, no Afeganistão. Sempre tratando de laços problemáticos. A separação de irmãos é algo realmente triste, mas não é só isso que torna o enredo único, mas toda a vida que levam após a separação e os problemas familiares que enfrentam em suas famílias separadas.

✖ Avaliação da Capa: Muita gente que leu não gosta muito da capa de O Silêncio das Montanhas, mas eu acho bonita. Simples, mas muito bonita. A representação dos dois irmãos e as montanhas de Cabul tornaram a capa totalmente relativa ao livro.

✖ Sobre o Protagonista: Os personagens principais são Pari e Abdullah, mas não dá para considerá-los protagonistas, pois o livro não é narrado somente pelos dois. Em grande parte é narrado pelo irmão da segunda esposa e sua vida trabalhado na casa daquelas pessoas ricas e problemáticas. 

✖ O que me levou a avaliá-lo como excelente? 
Imagine você ter uma irmão/irmã pequeno e ser muito apegado à ele, mas sua família passa por dificuldades e sua madrasta convence o seu pai à vendê-lo. Você nunca vai vê-lo novamente, não poderá brincar com ele, não poderá dizer que dividem o mesmo sangue. E, você viverá uma realidade e seu irmão uma realidade completamente diferente (e muito melhor). Não dá para ser egoísta e querer que seu irmão (que tem a oportunidade) largue a vida melhor e viva situações de fome, cansaço e frio. Por mais que eu tenha tido uma ligação muito maior com os outros livros do autor, O Silêncio das Montanhas também me encantou bastante por, mais uma vez, dar importância à família.

✖ Considerações finais: Qualquer livro do Khaled Hosseini é uma grande recomendação minha, por mais que possa não agradar á todos os gostos. Se você nunca leu nada dele, e tiver a oportunidade, leia.

E você, já leu algo do autor? O que pensa sobre essa separação de irmãos? Comenta aí!


/Beijocas da Saroca

Sara Muniz, dona do blog Interesses Sutis, sou apaixonada por ler, escrever e criar. Adoro música erudita, rock, pop, música francesa e de vez em quando até uma musiquinha indiana para dar uma animada! Preciso ver artes plásticas para me inspirar a escrever. Meus autores preferidos são Patrick Rothfuss, J.R.R. Tolkien, Brandon Sanderson, Jostein Gaarder e Khaled Hosseini (nessa ordem). Amo cantar e desenhar - mesmo fazendo ambas as coisas mal -, sou fissurada por cachorros e todos são "bebês fofinhos" para mim. Às vezes, eu acho o mundo lindo, outras vezes eu acho que a colisão de um meteóro com a Terra seria a salvação. Saiba mais sobre mim na página "About"!

4 comentários

Write comentários
11 de fevereiro de 2015 19:54 delete

Adorei a resenha! Eu li apenas Caçador de Pipas , do autor e (desculpa mundo, eu não gostei). Eu fiquei com receio de pegar outra coisa do autor pra ler e acabar me decepcionando novamente, porém depois de ler seu post acho que darei uma chance ao "pobrezinho" haha.
Abraços.
www.chamandoumleitor.blogspot.com.br

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
12 de fevereiro de 2015 10:05 delete

Como não gostou? ))): ahhh... Acho que você deveria dar chance aos outros dois livros dele, principalmente A Cidade do Sol! HSHUSHUSUHSA

Beijo!

Reply
avatar
Nayana
AUTHOR
1 de março de 2015 14:17 delete

Nunca li nada do autor por puro medo de morrer chorando AUHAUAHUA Sou sofredora com livros tristes :( mas sempre vejo coisas boas sobre e acho as capas lindas! Sem falar que nunca li nada que se passasse nessas regiões.

www.distracoesdiarias.com

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
2 de março de 2015 16:11 delete

Os livros dele são mt amor, VC TEM QUE LER NAYANA ASHLEY

Reply
avatar

"Comento, logo existo."