Resenha - A Metamorfose

sábado, outubro 22, 2016 2 Comentários A+ a-



Título: A Metamorfose
Autor: Franz Kafka
Editora: Melhoramentos
Nº de páginas: 95
No Skoob: Clique Aqui
Comprar: Clique Aqui
Avaliação: 

Sinopse:
Em "A Metamorfose", um dos maiores clássicos do século XX, Kafka conta a história de Gregor Samsa, um caixeiro-viajante frustrado com seu trabalho e que carrega o fardo de sustentar a família. Certa manhã, Gregor de repente se vê transformado em um inseto monstruoso.
Esse acontecimento fantástico desencadeia uma série de ações que mostram a impotência do homem diante do pragmatismo da sociedade.

Resenha

Numa manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregor Samsa deu por si na cama transformado em um inseto monstruoso.

A Metamorfose é uma novela escrita por Franz Kafka e foi publicada, pela primeira vez, em 1915. Atualmente é considerado um verdadeiro clássico do século XX, e não é para menos, uma vez que o livro consegue em tão poucas páginas mexer completamente com o leitor.

A Metamorfose conta a história de Gregor Samsa, que logo na primeira frase do livro, acorda e havia deixado de ser humano e se transformado em um inseto monstruoso gigante. Gregor era um caixeiro-viajante e não suportava ter que viajar a trabalho, mas naquele dia, em especial, ele precisava chegar a tempo no trabalho. Mas como? Se havia se tornado um inseto e mal podia se levantar de sua cama, com todas aquelas pernas mexendo-se desesperadamente? 

Com a metamorfose de Gregor, a família passa a ter de se virar sem ele para sobreviver, uma vez que era ele quem sustentava a família e a casa enorme onde viviam. Grete, a irmã dele, era a única que tinha um resquício de coragem o suficiente para entrar no quarto em que Gregor se escondia para limpar, além disso ela também tentava trazer algo para ele comer, mas nada parecia agradar seu apetite de inseto.

Um dos pontos que mais quero destacar, é o modo como o autor consegue tornar toda a situação tão real e, de certa forma, "aceitável". Gregor virou um inseto, mas ele não entra em desespero por causa disso e nem se pergunta como isso aconteceu. A família dele, ao se deparar com o monstro que ele virou, passam a tratá-lo como um monstro nojento e tentam manter distância do coitado, mas também não se perguntam como foi que um humano, de uma hora para a outra, virou um inseto gigante. Tudo parece "normal", na medida do possível, e essa é uma das características do livro que mais me agradou.

O mais sufocante no livro é essa questão de o Gregor e nem sua família poder fazer nada por ele. Gregor é apenas visto como um monstro e ninguém quer chegar perto dele. Ele não pode sair de sua metamorfose, tudo o que ele pode fazer é ficar andando pelas paredes e se escondendo embaixo do sofá quando alguém entra em seu quarto.

Eu peguei o livro emprestado na biblioteca da minha faculdade e tive a sorte de pegar uma edição tão bonita. Cheguei a ver a tradução em alguns pdfs e achei a tradução dessa edição a melhor. 





Avaliei esse livro como excelente, justamente por ser uma leitura incrível apesar de tão curta. Essa sensação de sufoco, de que ninguém é capaz de entender, de que ninguém realmente se importa, a capacidade do autor em transformar algo completamente estranho em algo tão real e "normal", todas essas características fizeram com que eu gostasse de verdade desse livro. 

Porém, para esse livro se tornar meu favorito, foram necessárias 24h após a leitura. Por quê? Bom, eu terminei de ler e refleti sobre o final por uns 3 segundos, cheguei a conclusão de que foi um final fraco, e depois vida que segue. Mas, enquanto eu estava indo para a faculdade, eu pensei novamente sobre o final do livro e me bateu uma tristeza tão grande, sério, eu queria chorar. A minha noite se baseou em ficar pensando em como o final é triste, mas ao mesmo tempo, como passa uma mensagem tão forte. Por favor, se vocês não leram esse livro ainda, leiam! É muito bom, eu indico fortemente! (Ah, e sim, foi uma leitura para a faculdade, mais especificamente para a matéria de Literatura Universal, hehe).

E você, já leu A Metamorfose? Se sim, o que achou? O que achou do final? Comenta aí!

Sara Muniz, dona do blog Interesses Sutis, sou apaixonada por ler, escrever e criar. Adoro música erudita, rock, pop, música francesa e de vez em quando até uma musiquinha indiana para dar uma animada! Preciso ver artes plásticas para me inspirar a escrever. Meus autores preferidos são Patrick Rothfuss, J.R.R. Tolkien, Brandon Sanderson, Jostein Gaarder e Khaled Hosseini (nessa ordem). Amo cantar e desenhar - mesmo fazendo ambas as coisas mal -, sou fissurada por cachorros e todos são "bebês fofinhos" para mim. Às vezes, eu acho o mundo lindo, outras vezes eu acho que a colisão de um meteóro com a Terra seria a salvação. Saiba mais sobre mim na página "About"!

2 comentários

Write comentários
sara
AUTHOR
22 de outubro de 2016 22:45 delete

eu tentei ler esse livro uma vez e larguei por motivos de: o cara começou descrever tão bem o fato do cara ter virado um inseto que comecei a ter sensação de insetos subindo pelo meu corpo JDISJAIDJSAIJDIJA ;sério; mas não desisti, lerei em breve!
mas já li uma versão adaptada em hq, é uma história bem angustiante/perturbadora e fiquei muito triste pelo final do samsa ):
kissus

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
23 de outubro de 2016 07:37 delete

SHUHUASUASHUASH nossa, que estranho! Mas realmente, a descrição é muito tensa, né? Ele consegue fazer parecer tão normal, parece que o personagem aceita como se fosse a coisa mais natural do mundo, muito estranho... SHUHSUAUAHS nossa, quero ler esse hq! :O

Bjs <3 muito feliz com seu comment

Reply
avatar

"Comento, logo existo."