Resenha - O Caixão Quadrangular | #12MesesdePoe

segunda-feira, dezembro 19, 2016 0 Comentários A+ a-





Resenha
O Caixão Quadrangular é o nono conto do projeto #12MesesdePoe, ou seja, é o conto de setembro. O caixão quadrangular é narrado, mais uma vez, por um protagonista que não conhecemos (não se pode saber idade, nome...), e ele conta que há alguns anos atrás estava indo de sua cidade na Carolina do Sul para Nova York no navio Independência, do Capitão Hardy. 

Logo ele descobre que muitos conhecidos seus estariam à bordo do Independência, incluindo o Sr. Wyatt, um artista grande amigo dele, mas algo lhe chamou atenção: Se Wyatt ia navegar apenas com suas duas irmãs e com sua esposa, porque precisou de um camarote extra? Esse fato despertou grande interesse no protagonista e todos os dias ele se roía de curiosidade.

Ele descobriu que o Sr. Wyatt estava transportando algo que parecia um caixão, mas a princípio achou que fosse para contrabandear quadros, mesmo tendo o nome da mãe da Sra. Wyatt no caixão. 

Certo dia, o navio naufragou, e feito um louco, o Sr. Wyatt implorou para o Capitão Hardy que o deixasse reaver seu caixão, mas o capitão alertou que era impossível, pois não teria como levá-lo no bote. O Sr. Wyatt ainda assim tenta salvar o caixão, mas acaba afundando com ele. Mais tarde, quando o protagonista está de volta à Nova York, pois eles sobrevivem ao naufrágio, ele descobre a verdadeira e assustadora história por trás do caixão que o Sr. Wyatt levava, mas eu não posso contar, pois seria um baita spoiler, haha! Eu gostei desse conto, ele é curto e objetivo, com um desfecho chocante.

E você, já leu esse conto? está participando do projeto? Comenta aí!

Sara Muniz, dona do blog Interesses Sutis, sou apaixonada por ler, escrever e criar. Adoro música erudita, rock, pop, música francesa e de vez em quando até uma musiquinha indiana para dar uma animada! Preciso ver artes plásticas para me inspirar a escrever. Meus autores preferidos são Patrick Rothfuss, J.R.R. Tolkien, Brandon Sanderson, Jostein Gaarder e Khaled Hosseini (nessa ordem). Amo cantar e desenhar - mesmo fazendo ambas as coisas mal -, sou fissurada por cachorros e todos são "bebês fofinhos" para mim. Às vezes, eu acho o mundo lindo, outras vezes eu acho que a colisão de um meteóro com a Terra seria a salvação. Saiba mais sobre mim na página "About"!

"Comento, logo existo."